Cuiabá/MT, 21 de Março de 2019

NOTÍCIAS quinta-feira, 14 de Março de 2019, 06h:00 | - A | + A

CULTURA

PARCERIA LANÇA CANAL COM AULAS GRATUITAS DE FRANCÊS

A goiana Elma Rios, 56, tem 40 anos de experiência dando aulas de língua francesa. Em 2010, conheceu João Paulo Zanin, 35, que se encantou com sua didática, em Cuiabá. Oito anos depois, os dois lançaram no Instagram e no Youtube o canal ‘Elma Dit’, para dar aulas gratuitas por meio das redes sociais.  

“Gostei muito da didática dela como professora de língua estrangeira”, lembra João Paulo. “Desde o início ela focava muito na fonética. E em qualquer idioma que você vai aprender, tem sons que na língua nativa não tem. Elma ensinava a articular. Isso fez toda a diferença para o meu aprendizado de língua francesa”.

A ideia do aluno veio depois que ele tentou acompanhar outros professores pela internet. “Era só pra criticar... porque eu comparava com ela, meu parâmetro era ela. E ela também tem uma personalidade teatral, que eu pensei que combinaria com o vídeo”.

Apesar da ‘personalidade teatral’, não foi tão simples para a professora adaptar-se ao novo meio. “Eu gosto do presencial. Pra mim foi difícil passar do presencial para o virtual, porque eu não tinha o aluno na minha frente, não tinha a resposta dele ali”, conta.

Depois de ultrapassar as dificuldades, Elma e João Paulo ganharam muitos seguidores. A dinâmica era a seguinte: vídeos curtos que ensinam a pronúncia de diferentes palavras no Instagram, e vídeos mais longos, com aulas completas, no Youtube.

“A gente começou com ela dando aula de Francês para brasileiros. Só que a comunidade árabe, com muitos francófonos, começou a nos seguir, e ficou inviável. Então Elma começou a só falar francês a partir do 21º vídeo”, conta João. Como a formação da professora é em ‘Francês Língua Estrangeira’ (Fle), não houve problemas, já que ela pode dar aulas para qualquer pessoa.

O canal ‘Elma dit’ ainda não é monetizado. Para isso, precisa de mil inscritos e quatro mil horas de visualização. Em breve, no entanto, a dupla pretende lançar um site, com pacotes de aulas pagas, e também informações sobre a cultura francesa.

O nome do canal, inclusive, é um trocadilho: apesar de o nome da professora ser pronunciado com a sílaba tônica no /el/, quando um francês fala, coloca a sílaba tônica na última, /ma/. O resultado da pronúncia fica similar a ‘ela me disse’, que seria ‘Elle m’a dit’, em francês.  

“A Elma tem uma articulação muito boa. Então mesmo que você nunca tenha estudado francês e não saiba nada, a forma como ela fala e se expressa, você consegue entender”, garante João Paulo. “Como ela só fala francês acaba sendo uma imersão. E pro aprendizado de uma língua estrangeira, tem essa parte de fonética e a parte de imersão mesmo. Tem também uma playlist de maratona de verbos, em que ela conjuga falando e dando exemplo e frases”.

Segundo Elma, que já recebeu resposta de diversos alunos ‘virtuais’, o estudante de seu canal entra no nível zero e, se se dedicar, sai no intermediário. Para quem preferir, o Youtube disponibiliza legendas automáticas.

Para conhecer mais sobre o canal, acesse o instagram e o Youtube.

IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

PRÓXIMO PROGRAMA

Madrugada Cultura

00:00 às 06:00

Madrugada Cultura

Programação romântica, nacional e internacional